domingo, setembro 30, 2012

Triste Fado

Queria escrever um poema ao

Triste fado e reduzir os sentimentos

Melancólicos do meu peito entristecido.

Instiguei a inspiração,

Forcei a expiração:

O poema não veio,

A tristeza ficou,

O Amor

Não é o mesmo;

E o que me resta, meu Deus!

Pontes quebradas,

Apenas um vazio,

Noite sem luz,

Buraco escuro

No meu coração.

 

autor, Lucio Maciel, escrito em 29/09/2012.